Belo Horizonte, Abril 04

Marcelo

Nunca pensei sobre o tempo suspenso. À espera de algo acontecer mas que nunca irá ser concreto. Inflexibilidades de um mente sonhadora que espera, dia após dia, tudo isso passar. É nesse momento que sinto me impulsionado a criar. Uma força que vem de dentro, potência que me leva a experimentar e me encontrar.

Marcelo Batista
Belo Horizonte, Abril 05

Fabiano

A campainha tocou duas vezes ontem na madrugada. Umas sombras geométricas. Dá ultima vez, ficou preso na rede. Cuidei por uns dias, passando mercúrio. Depois sumiu. Tem uma mancha na parede que não sai.

Fabiano Fonseca
Belo Horizonte, Abril 06

Luna

A minha imensidão silenciosa envolve-se de água, e se entrega à natureza. O mar bravo ainda me dá medo, mas eu me arrisco quando ele quer provar sua força. Vou até o fundo escuro para conseguir voltar à superfície. Quero ficar aqui um pouco e desfrutar. Já não me sinto à deriva, e a linha do horizonte é um lugar de paz, antes era desespero.

Luna Siqueira
Lisboa, Abril 07

Érika

Daqui de dentro, nunca mais vi o pôr do sol... em tempos de ficar em casa, a saudade de tudo, veio avassaladora. Isso inclui até o que já tinha sido apagado dos meus pensamentos. Por aqui, a única coisa que funciona como nunca, é a mente. É tempo de aprendizado, de olhar para dentro e seguir... só queria saber, seguir para onde...

Érika Ziller
Belo Horizonte, Abril 08

Gabrieu

Nesse isolamento do lugar não comum e compartilhado, o vácuo entre o contato e as bolhas de convívio. A espera de uma avalanche que vem também com a promessa de que tudo voltará ao normal. Tempos estranhos para quem é sensível, onde - sua casa é o corpo. Perceber o que tá escondido entre o olho e a alma, pode ser difícil... O eremita se isola para descobrir sobre o conhecimento que o rodeia, e também para se autoconhecer.

Gabrieu Algusto
Belo Horizonte, Abril 09

Leitin

Precisando de um bom aglomeramento para colar todos os pedaços.

Pedro Leitin
Belo Horizonte, Abril 10

Gustavo

Permita-se errar * Permita-se aprender (ou reaprender) * Permita-se ser ousado * Escolha qualquer coisa que traga superação, vai lá e faz * Faça por você, genuinamente você irá inspirar mais pessoas!

Gustavo Elias
Belo Horizonte, Abril 11

Carol

[ sentir-se como no início de tudo: novinício ]

Carol Gischewski
Belo Horizonte, Abril 12

Leticia

Se tudo o que somos mora no desdobramento
Entre o real e o lúdico
Por que todo esse medo coletivo de olhar pra dentro?

Leticia Sousa
Belo Horizonte, Abril 13

Lucas

Escrevo na esperança de que em breve teremos um recomeço - FIQUE EM CASA

Lucas Medeiros
Belo Horizonte, Abril 14

Camila

PRUMO
Há dias aqui dentro
Infestada de pensar
Oscilo
Opinião, anúncio, dados
Basta!
Terra plana enjoa

Movimento
Da cama pra cozinha, pro sofá
Na janela mais dissonância

Escapo
Vazio sem silêncio
Há algo errado fora
Delimito meu corpo
Dentro ansiedade
Vertigem pública
Cumprimentos são métricos
Aperta sentir sem tocar

Descompasso
Dentro e fora
Tudo excede, sufoca
Imaturo
ser pendular

Camila Fortes
Belo Horizonte, Abril 15

Caroline

Primeiro paralisei. Aos poucos fui trocando a ansiedade de pensar num futuro incerto e me voltando para o presente, o que posso fazer, no agora... Que sejamos bons para nós mesmos, caso contrário, não seremos boa companhia para ninguém. Somos nossa primeira companhia. Se descubra!

Caroline Toledo
Belo Horizonte, Abril 16

Matheus

Tenho suado como quem corre duas vezes mais,
Pra dar de graça o que eles já deveriam saber,
São tantos traumas transformados em triunfo, mas,
Hoje não vou falar de mim, estou pensando em você,
Cê começou estudar arte, achei isso demais,
Tá na cara que você manda bem, todo mundo vai ver,
E se eu morrer antes da exposição sair, espero que--

Matheus de Souza Viana
São Paulo, Abril 17

Fernando

é preciso acreditar. é preciso lutar. é preciso resistir. é preciso persistir. é preciso existir. é preciso ressignificar. há luz no fim do horizonte.

Fernando Dias
Belo Horizonte, Abril 18

Donato

BROTAMOR

O rio do tempo nos leva tudo
Mas não leva de todo em conta
A semente que brotamos
E nos lança ao abismo

O que se há de levar…
Se nada podemos entregar
Se as horas não correm mais no tempo dos braços
E o tempo d'alma se desloca continuamente
Para todos os lados

O que fazer, a não ser-pensar
E penetrar o espaço
E retornar pelo corpo
Este que vos fala

Donato
Belo Horizonte, Abril 26

Nina

O mundo é contradição
Controverso, contramão
Isolados nos unimos
No tempo de um temporal

Num fazer solitário um começo solidário
Olhar de dentro que transforma o de fora
Somos um novo avesso
O amanhã que surgiu agora
Contramão

Nina Salgado
Belo Horizonte, Abril 27

Monalisa

Estamos vivendo em período de incertezas, uma pandemia de nível global. A arte drag é algo que me preenche e acrescenta muito como pessoa. E nesse momento de isolamento social, repleto de sentimentos ruins, incertezas e questionamentos sobre o dia de amanhã, é claro que ela estaria presente também. Como estamos confinados em casa, conseguimos ter mais tempo para executar projetos pessoais. Mas lembre-se que você pode fazer tudo seu tempo, ok?! Tudo bem produzir mais nessa situação do que em outra e tá tudo bem também não conseguir produzir nada e querer ficar avulso ao mundo nesse momento. Pela primeira vez na vida você pode fazer tudo exatamente no seu tempo, sem prazos, datas e horário marcado. Nós podemos tirar proveito dessa situação horrorosa. Até porque, já que estamos no inferno, o que nos resta é abraçar o capeta.
Foto: @iagorci.

Monalisa Leblanc
Belo Horizonte, Abril 28

Luciano

não sou capaz de esperar o amanhã
inquieto no novo tempo, me desconheço
abro mão de quem era para ser quem sou
não como seria capaz de ser
mas como é pra ser agora

Luciano Ferreira
Belo Horizonte, Maio 1

Luxas

a ansiedade chegou mas já passou.
o desespero chegou mas também passou.
o medo ainda tá aí, mas o susto foi embora.
até o tédio não aguentou de tão entediado.
só ficou um tipo de marasmo, uma apatia,
um cansaço sentado esperando a vida engatar de novo.
esperando tudo voltar, todo mundo sair.
esperando escutar que passou também.

Lucas Assunção
Belo Horizonte, Maio 4

Gabriela

De presente ganhei a vida.
De presente, te dou um desejo.
Desejo de dias melhores,
desejo de sonhos tranquilos,
desejo de reencontros
e suavidade na espera.

Vai passar.

Prato-poema n.1
Foto: @lecanovo

Gabriela Silva
Belo Horizonte, Maio 12

Leo

o silêncio abre espaço para a descoberta de outras vozes.

Leo Passos
Belo Horizonte, Abril 04
Belo Horizonte, Abril 05
Belo Horizonte, Abril 06
Lisboa, Abril 07
Belo Horizonte, Abril 08
Belo Horizonte, Abril 09
Belo Horizonte, Abril 10
Belo Horizonte, Abril 11
Belo Horizonte, Abril 12
Belo Horizonte, Abril 13
Belo Horizonte, Abril 14
Belo Horizonte, Abril 15
Belo Horizonte, Abril 16
São Paulo, Abril 17
Belo Horizonte, Abril 18
Belo Horizonte, Abril 26
Belo Horizonte, Abril 27
Belo Horizonte, Abril 28
Belo Horizonte, Maio 1
Belo Horizonte, Maio 4
Belo Horizonte, Maio 12

Marcelo

Fabiano

Luna

Érika

Gabrieu

Leitin

Gustavo

Carol

Leticia

Lucas

Camila

Caroline

Matheus

Fernando

Donato

Nina

Monalisa

Luciano

Luxas

Gabriela

Leo